Prémio Literário Edmundo Bettencourt

O Prémio Literário Edmundo Bettencourt foi reativado pela Câmara Municipal do Funchal, inativo desde 2012, com o objetivo de homenagear Edmundo Bettencourt, a grande figura das letras,

De carácter anual, este prémio, tem como propósito de fomentar o gosto pela criação de textos literários, incentivar a produção de originais da língua portuguesa e promover o nome do Edmundo Bettencourt.

Para mais informações, consultar o site: https://www.funchal.pt/pt/servicos/cultura/prémio-literário-da-cidade-do-funchal,-edmundo-bettencourt.html ou enviar e-mail para premioliterariofunchal@funchal.pt.

Vencedores

1996      Carlos Nogueira Fino – “Arco e Promontório”

1997      Lília Mata – “Histórias do Bertoldinho”

2001      José Leon Machado – “Os Incompatíveis”

2002      Jorge Carlos Amaral de Oliveira – “O Português ou Escravos da Esperança”

2002      Francisco Fernandes – “A Casa do Penedo da Gaivota”

2002      Jorge Carlos – “O português ou escravos da esperança”

2003      Francisco Fernandes – “A casa do penedo da gaivota”

2003      José Viale Moutinho – “Já os Galos Pretos Cantam”

2005      José Viale Moutinho – “Ocasos de Iluminação Variável”

2006      Ana Teresa Pereira – “A neve”

2007      Maria Emília García Osório de Castro – “A Beleza era Anfitriã”

2008      Rui Guilherme Figueiredo da Silva e Amadeu Baptista – “Caderno de campo” e “Os selos da Lituânia”

2009      António Rebordão Navarro – “A cama do gato”

2010      Ana Teresa Pereira – “A outra”

2011      Luís Felício – “O cânone contínuo”

2021      Davide Freitas – “Não se Entra Duas Vezes no Mesmo Rio”

2022      Berta Almeida – “O Refúgio de Gibraltar”